top of page

Inteligência

Atualizado: 27 de mai.

Desde o computador de Alan Turing (1936) a forma como vemos a evolução da computação mudou muito. Até mesmo o termo "inteligência artificial", abordado em um filme futurista, hoje passa despercebido pela comunidade científica. Atualmente, tenho receio em utilizar os termos "aprendizagem de máquina ou inteligência de máquina". Amanhã posso acordar e perceber que esses termos fazem parte do passado. É por isso que limitei o título desse artigo em uma palavra.


Será que usei bem a inteligência ao nomear este texto? Será que você espera ler sobre os diferentes tipos de inteligência? Continue aqui comigo! Você vai gostar!

O mundo que vivemos é muito complexo para que uma máquina consiga entendê-lo e simplificá-lo. É incrível saber que uma máquina tem mais dificuldade de aprender do que qualquer ser humano. A máquina precisa de milhões de repetições para interpretar e entender que uma informação está correta. A diferença é a velocidade de processamento. Ou seja, um professor repete a mesma informação para um aluno algumas vezes, e com vários exemplos, e o aluno aprende, talvez antes do mestre perder a paciência. A máquina aprende em uma fração do tempo. Mas, depois de milhões de repetições e exemplos.


Então, o professor passaria a sua vida inteira repetindo a mesma informação e, nem mesmo ao final da sua vida a máquina responderia: Ah, agora sim, entendi!

As máquinas estão passando por um processo de aprender a aprender.


Curiosamente, durante a pandemia, a nova geração experimentou, através do estudo remoto, uma pequena amostra dessa forma autônoma de aprendizagem.


Quando o a inteligência artificial começa a funcionar, de repente ela muda de nome. Usamos ela o tempo todo e nem percebemos. Você acha absurdo falar com o computador? Não mais. Porém, há 10 anos, você seria descrito como um "parafuso solto"! Hoje uma pessoa falando sozinha na rua é tão normal, afinal o smartphone pode estar oculto. E um louco falando sozinho, finalmente, conquistou a sua privacidade na multidão.


E como definir o que é inteligência? São diferentes capacidades que trabalham juntas? É uma exploração intelectual? Eu acho que inteligência é a capacidade de resolver problemas complexos de forma simples. Mas, a humanidade teima, de forma estúpida, em resolver problemas simples de forma complexa. E nem estou falando de russos e ucranianos, mas, serve como exemplo.


Quando comecei na computação, na década de 80 do século passado, as rotinas e sub-rotinas estavam surgindo. Hoje, usamos trilhões delas, que identificam automaticamente padrões e generalidades, de forma tão discreta, oculta e natural ao usuário leigo, que nem mesmo um profissional de TI (Tecnologia da Informação) se dá conta de tais processamentos.


Uma criança consegue reconhecer rostos familiares. As câmeras do desembarque de um aeroporto consegue reconhecer todos os passageiros que passam por um corredor. E se não reconhecer, ou se tiver algo suspeito, luz vermelha na fila do passaporte está garantida. Se estiver tudo bem, da próxima vez, é bem provável que seja identificado corretamente.


Várias pessoas falando e você consegue identificar uma voz que lhe é familiar. Tudo bem, o Google também consegue fazer isso. A inteligência das máquinas conseguem explorar essa bagunça do mundo real de forma muito eficiente. Mas, ela precisou ouvir você milhões de vezes enquanto que um humano, em poucas vezes, conquista essa "memorização de voz".


A inteligência está em usar a tecnologia para fazer trabalhos repetitivos de forma automatizada enquanto libera o humano para criar novas rotinas, para automatizá-las no futuro, e liberá-lo novamente para outras descobertas de como passar a rotina para a máquina.


A medicina é uma das áreas de grande importância para o desenvolvimento humano e a que mais se beneficia de técnicas e procedimentos automatizados da inteligência de máquina para diagnósticos rápidos e precisos. Então, se você pensa em implantar um chip sob sua pele para que você seja unicamente identificado no meio de uma multidão. Esqueça. Essa tecnologia está ultrapassada. Você será identificado dentro de um estádio lotado em jogo de final de campeonato, sem estar com o "celular" no bolso. Sem chip, e usando aquela peruca ridícula. Aliás, estar sem um celular no bolso, atualmente, não é algo normal.


Pensamos erroneamente que somente as grandes empresas se beneficiam da inteligência de máquina. Na verdade, empresas pequenas com rotinas simples são aquelas que podem automatizar os seus processos mais rapidamente e de forma muito mais simples e economicamente viável. Isso está relacionado com o acesso a tecnologia que está agora, provavelmente, em seu bolso ou na sua mão neste exato momento.


A inteligência dos golpes do bilhete premiado evoluíram para aquele PIX solicitado por quem se apoderou de informações privilegiadas da vítima, e com inteligência para a desonestidade. O lado do mau também se beneficia da tecnologia. Afinal, tiveram muito tempo para aprender e usar os meios que, em 1966, assistíamos em preto e branco no televisor Telefunken, Jornadas nas Estrelas (ou Star Trek para os novatos), onde mostravam portas automáticas, telas touchscren, comandos de voz, celular flip (ou V3), dispositivos médicos de leituras de sinais vitais, e outros recursos, e ficávamos maravilhados com tais dispositivos futurísticos. Hoje, tão normais no cotidiano.

E hoje eu pergunto: quando teremos corretor ortográfico no bloco de notas do windows?

Caramba! Não precisa gritar comigo! Entendi! Basta eu usar a inteligência e empregar a ferramenta tecnológica correta para cada tipo de aplicação. E nem precisa digitar tudo novamente no MS-Word. Control mais a tecla "C" e Control mais a tecla "V" agiliza tudo! Ok.


Não esqueça do like, compartilhar nas suas redes sociais e comentar aqui abaixo! Acho que é isso. Muito obrigado. Tchau!

 

Sobre o autor:

Prof. Paulo Rodrigues é pós-graduado em Docência no Ensino Superior e em Gestão e tutoria de EaD. Graduado em Ciência Aeronáuticas, além de outros cursos. É autor de livros. Coordenador do Núcleo de Educação a Distância da Santa Catarina Cursos Online - www.etcead.com

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page